literature

Twilight-Comatose.Luta Pela Vida.Parte 1 de 4

Deviation Actions

TanukiTagawa's avatar
By
12 Comments
744 Views

Literature Text

  Já haviam se passado cinco semanas desde Shining Armor estava ao lado da cama onde Twilight Sparkle jazia em coma, respirando com o auxílio de uma máscara de oxigênio. Applejack, Rarity, Pinkie Pie e Rainbow Dash também estavam no quarto, porém mais afastadas, para evitar aglomeração perto da cama, pois Night Light e Twilight Velvet estavam perto de Shining e olhavam preocupados para a pônei púrpura e também para o filho, sem saber o que dizer.
Shining Armor balança a cabeça negativamente. Nesse momento, todos no quarto ouvem um alvoroço no corredor. Logo a porta se abre e a Princesa Celestia entra.
- Houve alguma mudança? – pergunta a soberana de Equestria.

Todos balançam negativamente a cabeça. Celestia estava consternada com tudo que havia acontecido. Como todo mundo, a primeira pergunta que a ela fez a si mesma foi:como um enorme enxame de Changelings havia conseguido se infiltrar Império de Cristal junto com sua infame rainha Chrysalis, transformando o que deveria ter sido um exuberante casamento real naquele desastre?

Logo após a tragédia, uma investigação havia começado, descobrindo que os Changelings havia se escondido dentro da carroça de dois irmãos unicórnios gêmeos, chamados Flim e Flam. Eles se declaravam vendedores ambulantes, porém um exame mais cuidadoso mostrou que na verdade, a dupla ganhava a vida aplicando contos do vigário em pôneis incautos, vendendo-lhes máquinas de má qualidade que quebravam após pouco tempo de uso, ou então “remédios milagrosos” que eram apenas placebos.
Apesar disso, foi constatado que eles não eram cúmplices de Chrysalis, e haviam sido usados apenas como inocentes úteis, por terem um veículo adequado ao plano da rainha Changeling. Celestia optou por mandar colocar a dupla de trapaceiros atrás das grades por seus delitos anteriores. No entanto, o mente da soberana de Equestria estava focada em outro assunto muito mais importante: descobrir um meio de salvar a vida de Twilight!
 O silêncio dentro do quarto era quase completo, exceto pela respiração dos pôneis e de sua rainha. Mas então, a porta se abre outra vez e todos veem Candance de cara fechada. Twilight Velvet pergunta a enteada:
- Filha! Por que veio até aqui? E qual o motivo para estar tão zangada?
- Não é óbvio? Por causa delas, é claro! – responde a pônei cor de rosa, olhando para Celestia e os pôneis que junto com Twilight, formavam o Manem Six. Logo em seguida Candance diz para Celestia e as amigas de Twilight:
- Saiam agora mesmo deste quarto e do hospital e do meu reino, antes que eu chame a guarda do Império para expulsá-las!
- Por favor, filha! Seja razoável! – pede o padrasto - Elas também estão tristes e preocupadas com Twilight!
- Elas não têm esse direito! Foi Celestia quem enviou Twilight para cá, ao encontro do perigo! E esse bando de cretinas não a protegeu tão bem quanto deveria!
Ao ouvir aquelas palavras, Applejack e as outras abaixam a cabeça, envergonhadas. Candance prossegue, bufando de raiva:
- Se não saírem nos próximos trinta segundos, eu mesma irei arremessar todas pela janela!
Shining Armor fica tão perplexo ao ouvir aquilo, que desvia o olhar da irmã enferma para a noiva furiosa. Os pais de Twilight também tem dificuldade em acreditar nas palavras que acabaram de ouvir. Mas antes que alguém fale qualquer coisa Celestia responde, enquanto abre a porta com sua magia:
- Isso não será preciso.Vamos,garotas.

Entendendo que seria inútil tentar argumentar com a transtornada Candance, as pôneis e sua rainha saem do quarto em silêncio. Mais adiante, no fim do corredor, Applejack fala triste:
- Candance está certa. Nós deveríamos ter impedido aquele disparo de Chrysalis, mas não conseguimos fazer isso, nem impedir que o raio venenoso atingisse Twilight.
- Agora, a nossa amiga está morrendo lentamente. – acrescenta Pinkie, mais triste ainda.

Todas entram no elevador e descem até o saguão onde o doutor Careheart, o diretor do hospital as aguardava, junto com seis Pégasos da Guarda Real. Celestia faz um sinal com a cabeça e um dos Pégasos se aproxima trazendo uma pequena caixa dourada, de onde a soberana de Equestria retira um colar de ouro com um cristal transparente redondo e o entrega ao doutor, explicando como usar aquele item mágico.
- Use-o para entrar em contato comigo a qualquer momento, caso haja alguma mudança no estado de saúde de Twilight, por mínimo que seja!
- Mesmo se ela piorar? – pergunta ele, preocupado.
- Sobretudo se acontecer algo assim!
- Como quiser minha rainha! – responde o médico, fazendo uma reverência.
- Venham comigo para Canterlot. - diz Celestia para as amigas de Twilight.
 Em frente ao hospital, Celestia diz aos quatro pégasos que levavam a sua carruagem:
- Podem voltar sem mim, rapazes. Eu e as garotas temos de chegar a Canterlot o mais rápido possível!

E com o seu poder mágico, ela transporta a si mesma e as pôneis para o salão real em Canterlot, surpreendendo as amigas de Twilight.
- Canterlot fica a centenas de quilômetros do reino de Cristal! – diz Applejack.
- O quê?Então você pode percorrer uma distância tão grande num piscar de olhos? – pergunta Rainbow Dash.
- Então, para que usa a carruagem? – pergunta Fluttershy.
- É uma antiga tradição, estabelecida milhares de anos atrás. Na verdade, eu gosto de relaxar e apreciar a paisagem ao meu redor. Além disso, os pôneis gostam de me ver passar na minha carruagem, eu tenho oportunidade de confraternizar com os Pégasos e também com os pôneis que estão voando com auxilia de algum tipo de máquina. Se eu apenas usasse mágica para ir de um lugar para outro, todos eles ficariam desapontados e tristes. Mas na minha carruagem não havia espaço para levar vocês e, além disso, o tempo corre! Temos de descobrir um meio de curar Twilight!
- Por acaso vossa alteza possui algum item mágico raro e incrível guardado aqui, capaz de salvar nossa amiga? – pergunta Rarity.
- Se eu tivesse, já teria usado.
- É, faz sentido. – comenta Pinkie, ainda triste.
- Então, porque viemos para cá? – pergunta Dash.
- Canterlot tem a maior e mais completa biblioteca de Equestria! Nós iremos vasculhar quantos livros for preciso, até encontrar em algum deles algo capaz de nos ajudar nesse momento tão difícil!

 Elas vão até a biblioteca real e ao chegarem ao local, às pôneis ficam atônitas.
- Uau!Como esse lugar é grande! – diz Pinkie Pie, assombrada.
- Deve ter a comprimento de pelo menos dois quarteirões!- comenta Rarity.
- Além de ser mais alto do que o celeiro lá na fazenda – acrescenta Applejack- olhando para os vários níveis acima delas.
Rainbow Dash se desespera e cai de joelhos, pondo os cascos na cabeça e gritando:
- ISSO É LOUCURA!NÓS VAMOS DEMORAR 100 ANOS PARA LER TUDO ISSO!

Vários pôneis que ali estavam lendo ou fazendo pesquisas fazem sinal de silêncio, fazendo a Pégaso azul se calar, constrangida.
- Talvez nem tanto tempo assim. – acrescenta Fluttershy – Mas como vamos descobrir o tipo de informação que precisamos, em meio a esse mar de livros?
- É para isso que existem bibliotecários. – responde Celestia.

O bibliotecário real - um pônei unicórnio de olhos púrpura, pelo magenta, crina e cauda cinza claro, com uma bela marca mostrando um livro aberto - que havia sido atraído pelo grito de Dash se aproxima e ao ver Celestia, esquece a repreensão que pretendia dar à escandalosa pônei azul, faz uma reverência e pergunta:
- No que posso ajuda-la, alteza?
- Senhor Wonder Word, nós queremos ver os livros sobre doenças raras ou exóticas, além de tudo que houver a respeito dos Changelings. E também um lugar mais reservado para ler sem sermos incomodadas.
- Como quiser minha rainha. – responde ele, fazendo outra reverência.
Cinco minutos depois, todas estavam dentro de uma sala de três por seis metros, com uma bela janela dupla em estilo neoclássico, sentadas num banco baixo. Diante delas, uma grande mesa redonda de carvalho branco. Mas o pônei-bibliotecário estava demorando em voltar com o material que Celestia havia pedido. Rainbow Dash fica impaciente:

- Aquele sujeito foi só pegar os livros ou está imprimindo um por um?
- Acalme-se Dash. Mesmo para alguém que está acostumado a trabalhar aqui, encontrar um tipo de informação específica leva tempo. – diz Fluttershy, de modo conciliador.
- Fluttershy está certa, Dash. – acrescenta Celestia. – Tente se acalmar.
A Pégaso azul bufa, sem conseguir fazer o que havia sido pedido. Mas é nesse momento que Wonder Word chega, acompanhado por vários assistentes empurrando ou movendo com mágica um total de oito carrinhos de madeira com dois níveis repletos de livros.
- Vamos ter muita coisa pra ler! – diz Pinkie Pie.
- É! Só um mês ou dois... – diz Applejack
- Eu só espero conseguirmos encontrar a cura pra Twilight, no meio de tudo isso!- diz Rarity.
- Por favor, minha rainha – diz Wonder Word – Chame um dos nossos funcionários quando sua alteza e suas amigas tiverem acabado, para que possamos trazer os próximos livros.
- O quê?Está dizendo que isso é não é tudo? – pergunta Dash.
- Oh não, senhorita! Para lerem todo o material sobre o assunto que desejam, será preciso examinar mais quinze carregamentos como esse!
Ao ouvir aquilo, Rainbow Dash desmaia com os cascos pro alto.

  Como chefe de estado e de governo, Celestia estava acostumada a examinar muitos documentos e relatórios. Por causa disso, ela lia com uma surpreendente rapidez. Entretanto as Mane Six era um grupo de aventureiras de elite, enfrentado inimigos em batalha. Ficar num lugar fechado sem fazer nada além de ler um livro após outro, com pausas para as refeições, ir ao banheiro e dormir não era algo que elas estivessem habituadas. As 17h40min horas do quinto dia, as cinco pôneis começavam a dar sinal de que aquela tarefa estava testando seus limites.
- Esses livros tão cheios de palavras difíceis! Eu não entendo nada do que tô lendo! – diz Applejack, com um monte de livros formando um U diante dela.
- Ficar lendo sem parar é chaaaaaaato! – fala Pinkie, com a testa na mesa.
- Letras!Letras!Eu as vejo dançando diante dos meus olhos até quando eles estão fechados!    – fala Dash exasperada, com as patas diante do rosto.
- Uma quantidade enorme de informações sobre doenças esquisitas, mas nada se parece com o que está matando Twilight! – comenta Rarity, triste e desanimada.
 Mas é o comentário de Fluttershy que mostra um novo rumo para a investigação que elas estavam fazendo.
- Eu gostaria que aquele pônei barbudo que a Twilight tanto admira ainda estivesse vivo. Talvez ele pudesse nos ajudar de algum modo.
- Star Swirl? Ele foi o meu mentor – responde Celestia. – Ele é mais conhecido pelo seu trabalho como mago. Entretanto, também tinha um lado aventureiro.
- Então ele não era um intelectual que ficava o tempo todo enfurnado dentro de um laboratório, entre livros, equipamentos esquisitos de química, um caldeirão e vidros com poções? – pergunta Dash, espantada com a revelação.
- Nada disso! Star adorava viajar e era um sujeito muito alegre, parecido com a Pinkie Pie.
- Parecido comigo? - pergunta a pônei cor de rosa, gostando de saber aquilo.
- Será que ele durante essas viagens ele não encontrou alguma coisa capaz de curar a doença da Twilight? – pergunta Applejack.
- Eu não sei, mas podemos tentar. – responde Celestia, sentindo que elas haviam estado o tempo todo no caminho errado. Se a sugestão de Fluttershy desse bom resultado isso seria ótimo, porque naqueles quatro dias elas haviam examinado apenas um quinto do acervo de livros médicos da biblioteca real.

Um funcionário da Biblioteca real é chamado e logo traz o Diário de Viagens de Star Swirl, uma obra de seis volumes, que Celestia examina em apenas uma hora. Quando está lendo as últimas páginas do sexto volume, ela arregala os olhos e pouco tempo depois, lágrimas escorrem por sua face.
- Algo de errado? – pergunta Applejack, preocupada.
- Você não achou anda de útil? – pergunta Dash.
- Ao contrário, creio que encontrei aquilo que procurávamos! Star Swirl diz ter encontrado em uma ilha do Grande Mar Interno um tipo de cristal, batizado por ele de Cristal Celeste, com fabulosas propriedades de cura!
- Mas porque ficou tão triste, alteza? - pergunta Fluttershy.
- Porque Star Swirl quis ter certeza absoluta de que o cristal era realmente tão incrível quanto parecia ser, e queria obter amostras adicionais para exames mais aprofundados, antes de falar sobre sua descoberta comigo. Infelizmente, ele desapareceu misteriosament no dia seguinte,e eu nunca consegui descobrir o que aconteceu. – responde Celestia, derramando mais lágrimas.

- Lamentamos muito por isso! – diz Fluttershy.
- Bem, agora é só descobrirmos onde fica a tal ilha! Qual é o nome dela?
- Star Swirl a chamou de Ilha dos Cristais porque em vários lugares, havia grandes quantidades de cristais surgindo à flor da terra.
- Então, agora é só consultarmos um mapa! – diz Rainbow Dash, entusiasmada com a ideia de sair daquela sala e ir para uma aventura.
Pouco tempo depois elas estavam examinando um grande livro sobre o Mar Interno, mas apesar de um exame cuidadoso, não encontram a ilha mencionada pelo famoso unicórnio. Wonder Word é chamado, e também não consegue entender aquela contradição.
- Será que a ilha afundou após uma erupção vulcânica, foi destruída por um grande maremoto ou algo assim? – pergunta Rarity.
- Um cataclismo como o que você sugeriu é algo muito raro, e eu não me lembro de nada de tal magnitude ter ocorrido nos últimos milênios no Mar Interno. – responde Celestia.
- E se mais tarde alguém achou que “Ilha dos Cristais” era um nome bobo, e mudou o nome do lugar para algo mais bacana? – sugere Pinkie.
Aquela era uma ideia esquisitas, mas que valia a pena checar. Wonder Word pega o volume contendo a descrição da viagem de Star Swirl e sai da sala com ele, para olhar em outros livros e descobrir se a possiblidade sugerida por Pinkie estava certa ou não.

Três horas depois ele retorna com o sexto volume do Diário e vários outros livros sobre um carrinho de madeira. Mas ao invés de alegre, o bibliotecário parecia preocupado e nervoso. E olhando para Celestia, ele diz:
- O palpite da sua amiga estava certo, alteza. A Ilha dos Cristais mudou de nome pouco tempo após a celebração da Primeira Noite do Pesadelo quando um Pégaso chamado Bloody Hoof, o mais temido pirata daquela época, ter morrido após ter desembarcado no local. Desde então o local é chamado de Ilha da Neblina.
Ao ouvir aquelas palavras, Celestia sente um calafrio na espinha.
- O nome anterior era mais bacana! – diz Pinkie Pie.
- E qual o motivo para essa mudança esquisita? – pergunta Dash.
- Porque mesmo nos dias de sol claro, a superfície da ilha é coberta por uma agourenta neblina, vermelha como a de sangue coagulado, visível até dos navios que passam nas proximidades, porque nenhum pônei ousa por os cascos lá!
- O que tem de tão assustador nesse lugar? – pergunta Applejack.
- Não sei se tem alguma relação, mas diários de bordo de um batelão (navio de carga comum naquela época) chamado Donzela das Ondas cita a queda de um meteoro na ilha dois anos antes de Bloody Hoof desembarcar lá. A neblina parece ter surgido depois disso.

- E o que aconteceu com o tal pirata? – pergunta Rarity.
- Ele desembarcou na ilha junto com oito marujos, porque havia rumores que o impacto do meteoro havia feito uma grande cratera, cujo fundo estaria repleto de valiosos diamantes. Mas ao invés de riquezas, o que Bloody Hoof e seus comparsas encontraram foram terror e morte. Apenas Hoof e um marujo chamado Silver Blade retornaram ambos com muitos ferimentos.
- Não terá havido apenas uma briga entre piratas? - pergunta Dash.
- Eu creio que não! – responder Wonder Word – Antes de morrer dois dias depois, Hoof falou que a Ilha dos Cristais era um lugar onde os temores e demônios ocultos nos corações dos pôneis ganhavam vida, para destruir a sua fonte de origem.
- O que isso quer dizer? – pergunta Rarity.
- O significado permanece obscuro. O consenso é que Bloody Hoof foi atacado por algo tão terrível, que perdeu a razão! Silver Blade sobreviveu, mas o abalo emocional com o que viu na ilha foi intenso o bastante para fazê-lo se entregar as autoridades, a fim de pagar pelos seus crimes. Ficou dez anos na cadeia e após ser libertado, desapareceu dos registros históricos. Ninguém sabe como ou onde ele terminou os seus dias.

Mas o fim de Bloody Hoof e os relatos de Silver Blade aos colegas na prisão fizeram a má reputação da ilha espalhar-se depressa. Relatos posteriores de barcos que passaram perto do local falam de bolas de fogo vagando pelo ar e de vultos estranhos movendo-se em meio à neblina entre as árvores, apesar de a ilha ser desabitada. Alguns dizem que são demônios. Outros,os fantasmas dos pôneis que morreram lá porque todos os pôneis que ali desembarcaram,por qualquer motivos,jamais retornaram!
As amigas de Twilight ficam assustadas ao ouvir aquele relato. Mas Celestia faz todas esquecerem os seus temores, dizendo:
- A vida da minha discípula favorita depende do Cristal Celestial, encontrado apenas nessa ilha!Não me importa se o local é amaldiçoado, assombrado ou um grande covil de demônios. Quero as coordenadas exatas agora mesmo!

Já havia anoitecido e quando saem da biblioteca de Canterlot Celestia diz para as pôneis:
- Agora vão dormir. Após erguer o sol, eu e vocês tomaremos o café da manhã e em seguida, vou falar com algumas pessoas. Depois, partiremos.
Quinze minutos após a refeição matinal, Celestia e as remanescentes do Mane Six estão na sala do trono. Ao ficar sabendo onde a irmã pretendia ir, Luna ficara horrorizada:
- Você não pode estar falando sério, Tia! Isso é loucura! Uma missão suicida!
- Eu irei a qualquer lugar para salvar a vida de Twilight!
- E nós também! – acrescenta Rarity.
- Sendo assim, eu também vou me juntar a vocês! – diz Luna.
- De modo algum! – retruca Celestia. – Se algo de mal acontecer comigo,você terá o dever de governar Equestria!

Luna sabia que aquilo era verdade e percebe também que não conseguiria convencer a irmã a mudar de ideia. Então a abraça e, com lágrimas nos olhos, diz:
- Por favor, Tia, tome cuidado! Sem você a meu lado, a vida não terá sentido!
- Nós nos veremos de novo, minha querida irmã! Eu tenho certeza disso!
Elas não sabiam mas naquele momento começava uma corrida contra o tempo, para salvar a vida de Twilight Sparkle.
 Celestia chama o ministro da Marinha e lhe pergunta sobre os navios de guerra disponíveis no Grande Mar Interno, mas sem explicar o motivo. Após obter a informação, Celestia diz que irá para a base naval de Newcolt em duas horas, e que um navio devia estar pronto para partir assim que ela e suas acompanhantes chegassem ao local.

Parte 2 > tanukitagawa.deviantart.com/ar…
Comments12
Join the community to add your comment. Already a deviant? Log In
pineple1's avatar
A sua escrita realmente melhorou. A interação entre personagems esta bem mais natural, como uma cena do proprio programa!Love 
Os paragrafos tambem melhorar
am bastante, agora ninguem vai se comfundir ^^
TanukiTagawa's avatar
Agradeço-lhe pelos elogios e incentivos! Adorable Girl Anime Emoji (Huggy heart) [V6]   Gostaria de pedir para que fale do meu trabalho para seus amigos e amigas. :whisper:   Afinal,quero aumentar o número de acessos a minha galeria.  :greetings:
pineple1's avatar
Eu nao tenho muitos amigos por aqui mais se vc quizer eu posso fazer um jornal com as suas historias em destaque.
TanukiTagawa's avatar
Obrigado!Isso é muita generosidade da sua parte! :hug:2 rvmp Quanto as histórias,ai vão algumas informações sobre elas.
 Mona - a Vampiro:A Transformação,Sem Lar,Ameaça Subterrânea.(Histórias de terror light)
 Kim Possible:Apelo de Uma Era Distante.Bonnie Rottweiller(Histórias de ação!)Nada Mais Importa(Drama)
 My Little Pony:Twilight-Comatose.Luta Pela Vida Você Continua Bonita.(Aventuras emocionantes!)Atos e Omissões(Redenção)
 Gravity Falls.As Garotas-Monstro:Título auto-explicativo...
 Sentimento Ardente:História de vampiros passada no século XIX,com alguns personagens de Ei,Arnold.
 Scooby Doo:Samhein.Guerra Nas Sombras.(Histórias de terror violentas e sinistras)
Espero que isso lhe ajude.  :greetings:
pineple1's avatar
De nada, sempre gostei de ler historinhas curtas em portugues  e é raro achar pessoas que ainda escrevem bem em portugues na internet (eu por exemplo so escrevo em inglesSweating a little...  Estranho né?) . Espalhar suas historias por ai  é um favor para as pessoas que presissam de uma boa fanfic em portugues Meow :3 
TanukiTagawa's avatar
  Se você escreve bem em inglês talvez possa me ajudar na revisão dos meus textos nesse idioma,porque algumas pessoas já andaram reclamando que a qualidade deles deixa a desejar.  :sorry:
 Agradeço-lhe pelos elogios quanto a qualidade dos meus textos em português. Huggle!  Gostaria de acrescentar que  pretendo editar Samhein,porque um cara chamou a minha atenção pro fato de que eu coloquei uma referência a super-heróis(os Novos Titãs)num texto voltado para o sobrenatural.Ou seja,misturei coisas que não tem nada a ver. ^^;
 Então,você pode divulgar aquele texto mais completo que eu enviei sobre os meus fanfics(na primeira mensagem),ou o texto mais resumido,como preferir.Espero aprimorar as minhas histórias cada vez mais! :w00t:
pineple1's avatar
Eu não escrevo tão bem em imgles (eu tenho uma Beta Reader) portanto não serei de muita ajuda. Mas se vc quizer posso tentar...
No momento eu to um pouco ocupada mas ate o fim da proxima semana eu arumo ;3
TanukiTagawa's avatar
Talvez eu deva procurar por um Beta Reader também.Ou será que a sua poderia me ajudar? :greetings:
View all replies
Join the community to add your comment. Already a deviant? Log In