Deviation Actions

Latuff2's avatar

Punidos e impunes da Anistia

Published:
By
9K Views

Description

Com todo esse burburinho sobre a revisão da Lei de Anistia prevista no Programa Nacional de Direitos Humanos, um discurso tem sido frequente. Que se deva apurar os crimes cometidos de ambos os lados durante o regime militar, tanto dos militantes de esquerda quanto das forças de repressão.

O que a primeira vista pode parecer uma posição de aparente equilíbrio, traz na verdade um conceito reacionário, de que a resistência armada a um regime de exceção seja vista como crime (criminalização).

Não nos esqueçamos de que os militantes de esquerda que lutaram contra a ditadura militar no Brasil já tiveram punição suficiente. Foram presos, cassados, implacavelmente torturados, executados, desaparecidos. Já seus carrascos, sem nenhum arranhão, escaparam tranquilos da Justiça, indo se refugiar nos braços da Lei de Anistia, inclusive reverenciados pelos seus atuais colegas de farda nos clubes militares da vida.

Levar ao banco dos réus ex-militantes que pegaram em armas para enfrentar fascistas no Brasil seria tão absurdo quanto julgar os partisans pelos atentados cometidos contra militares alemães durante a ocupação da França na Segunda Guerra Mundial. É confundir, maliciosamente, vítimas com algozes...mais uma vez.

Por isso, meus caros internautas, eu lhes trago este checklist, para que possam imprimir em papel cartão, num tamanho que caiba no bolso ou dentro da carteira. Quando o assunto for revisão da Lei de Anistia e alguém lhe disser que "ambos os lados devam ser punidos", mostre essa charge, só como um lembrete de mais essa verdade inconveniente.
Image details
Image size
2424x1613px 504.03 KB
Comments14
Join the community to add your comment. Already a deviant? Log In
NinjaPupper's avatar
É porque os Guerrilheiros eram inocentes que lutavam por democracia e não fizeram nada demais, não sequestraram ou fizeram mal a ninguém, não mataram militares de baixa patente que era inocentes, não roubaram bancos e nem nada. Claro que os torturadores merecem punição, isso é óbvio, mas você quis colocar os militantes de esquerda no mesmo barco que a resistência francesa, enquanto os dois contextos históricos são 100 % diferentes.

Não tente inocentar um dos lados, Latuff.