literature

GUINCHEIRO

Deviation Actions

BrunoKopte's avatar
By
Published:
0 Comments
205 Views

Literature Text

327px-Tupilak 2 by BrunoKopte
Algumas lendas locais falam de estatuetas cujo dono controlaria o tupilaq correspondente.


    Antes do império colonizar a cordilheira Hamask Barbagia, aparentemente era comum xamãs tiranizarem as tribos locais. A forma mais temida seria a criação de um tupilaq. Feito de tecidos e orgãos extraídos de criaturas mortas e reunidos em uma abominação quimérica, eram uma demonstração arriscada de poder e orgulho. Tudo isto seria creditado apenas como lenda, não fosse a existência do Guincheiro. Sobreviventes de seus ataques concordam nos seguintes detalhes: parece ser composto de um enorme urso, com dezenas de orelhas de morcegos, uma corcunda peluda que esconde uma gigantesca boca, e possui chifres e dentes em vez de unhas; nenhum olho, o que lhe dá vantagens em tempestades e previne cegueira pelo reflexo do sol na neve; capaz de ecolocalização, mesmo durante tempestades de neve, também preferindo abrigos cujas propriedades acústicas deixem sua audição mais apurada; a corcunda pode urrar em uma frequência precisa para provocar avalanches, que a criatura usa para soterrar presas. Demais detalhes discordantes podem ser resultado do Guincheiro incorporar  partes de suas vítimas, buscando mais poderes e habilidades.

    Como apenas uma fração da cordilheira já foi devidamente explorada, há alguma apreensão sobre outros tupilaq ainda existirem. A guilda arqueológica de Sclaveni possui algumas estatuetas de formas um tanto bizarras e deformadas, que poderiam representar tupilaqs específicos.
Antes do império do norte conquistar a cordilheira oeste, a mesma era aterrorizada por xamãs. O Guincheiro é um destes terrores.

Guia do cenário Atma




Estatueta
Comments0
Join the community to add your comment. Already a deviant? Log In